Vasili Arkhipov: O Homem Que Salvou O Mundo

Vasili-Arkhipov

Vasili Arkhipov

Vasili Arkhipov é um nome desconhecido para a maior parte do mundo, contudo o oficial da marinha da antiga União Soviética fez algo extraordinário, ele salvou o mundo…

Nós ouvimos falar de pessoas, muitas vezes desconhecidas, que a determinada altura levaram a cabo acções que salvaram vidas. São os chamados heróis improváveis, pessoas que se deparam com momentos chave na sua existência e são obrigadas a tomar uma decisão. Os bombeiros ou polícia com toda a certeza já passaram por essa experiência e sabem o quanto uma decisão acertada pode ser fundamental…

Vasili Arkhipov foi um oficial da marinha, um homem dos submarinos que passou uma parte da sua vida no fundo do oceano. Durante a sua carreira ele recebeu inúmeros louvores pelo seu trabalho irrepreensível. Curiosamente este senhor foi uma figura chave em dois momentos importantes na história da humanidade e terá mesmo evitado uma guerra nuclear…

A história das acções heróicas de Arkhipov começam em 1961, altura em que foi escolhido para oficial executivo do novíssimo submarino nuclear K19. Acredito que muitos leitores já devem ter ouvido falar deste submarino, em parte graças ao filme “K-19: The Widowmaker” que conta a história de como um desastre nuclear foi por pouco evitado. Vasili teve um papel fundamental, colocando-se do lado do capitão quando houve risco de motim e acabou mesmo por ser exposto a radiação graças aos seus actos…

K-19

Submarino K19

Porém foi em 1962 que Vasili Arkhipov deixou para sempre a sua marca no mundo, foi nesse ano que mais uma vez ele seria destacado para trabalhar num submarino. Desta feita seria o B59, outro submarino nuclear no qual Arkhipov seria o segundo no comando, logo a seguir ao capitão Valentin Grigorievitch Savitsky. Tudo aconteceu no auge da crise de mísseis de Cuba, quando os americanos decidiram realizar um bloqueio naval à ilha e alguns submarinos russos receberam ordens para ultrapassar o bloqueio e preparar uma base secreta…

b-59

Submarino B59

O B59 foi um desses navios, no entanto os americanos conseguiram detectar a sua presença e lançaram cargas de profundidade para obrigar o submarino a emergir e proceder à sua identificação. Todavia o capitão Savitsky perdeu o controle e julgou que a guerra tinha começado, ele pretendia ordenar o lançamento de um torpedo nuclear, mas para que tal acontecesse seria necessária a luz verde do oficial político Ivan Semonovich Maslennikov e do segundo homem no comando, Vasili Arkhipov. Maslennikov concordou com o lançamento, mas Arkhipov opôs-se e depois de alguma discussão conseguiu que fosse dada a ordem para emergir de modo a que fosse possível receberem instruções da sua terra natal. Não fosse a oposição de Arkhipov o mais certo era ter-se desencadeado uma guerra nuclear de proporções épicas…

explosao-nuclear

Esta última história serviu de inspiração para o filme Maré Vermelha em que Denzel Washington desempenha o papel de um jovem oficial que impede uma guerra nuclear. Outro facto interessante é que a sociedade só soube o que aconteceu com o K19 e o B59 muitos anos mais tarde após a queda da União Soviética. Arkhipov continuou a trabalhar após os incidentes e recebeu louvores pelos seus feitos, ele faleceu em 1999 e ficou para sempre na história da humanidade como o homem que disse “não” quando todos os outros diziam que sim…

Vasili Arkhipov, o homem que a dada altura salvou o mundo…

Dementia é: salvar o mundo…para nós o estarmos a destruir aos pouco…

A processar o seu pedido, Por favor aguarde...

Atenção: Este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

 

Disclaimer: O Dementia está licenciado sob uma licença Creative Commons. Os textos dos nossos redactores são todos originais e caso sejam publicados noutros websites, devem ser sempre colocados os respectivos créditos. O Dementia não reclama os direitos das imagens utilizadas nos artigos, nós acreditamos que a nossa utilização se baseia no "fair use" das mesmas. Sempre que possivel nós colocamos as fontes, contudo num projecto desta magnitude com artigos a serem publicados diariamente, por vezes essa é uma informação de que não dispomos. Caso alguns dos nossos artigos estejam em violação de quaisquer direitos autorais, por favor envie-nos um email para que a situação seja imediatamente rectificada.
Alguns Direitos Reservados