Dar De Mamar A Criança De 6 Anos!?

posted in: Faz-me Rir | 4

Ok, isto é simplesmente bizarro! Se cabe na cabeça de alguma mulher dar de mamar a uma criança de 6 anos! Isto é de uma demência tão grande que nem existem palavras para descrever. Puro e simples mimo desnecessário, em que algumas mulheres (como esta do vídeo) loucas tratam os seus filhos de 6 anos como se fossem bebés de três meses! Ela que continue assim, quando o puto crescer o resultado vai ser desastroso. Que estupidez…

  • Marilia

    Este blog perdeu o meu respeito ao fazer uma critica tão infantil e tão preconceituosa que não acrescenta nada a vida de ninguém! Que grosseria!

  • diana

    as pessoas deviam parar de cahar que tem que se meter na vida das outras , ainda mais chamar de demencia uma ato divino do ser humano que é amamentar , acho que a pessoaque escreveu aí em cima não mamou e ficou ressentido com isso.

  • Kinho

    Não sei por que tanta algazarra por causa de um ato tão belo, simples e natural. Não vi nada demais nisso, pelo contrário, acho até bastante saudável e carinhoso. Se mais mamães fizessem isso, certamente haveria jovens menos problemáticos no mundo.Esquisito, feio, nojento e prejudicial é fumar, é usar drogas, é beber bebidas alcoólicas.Deveriam repensar isso

  • Kinho

    Amamentar crianças maiores têm benefício nutricionalPesquisas mostram que o leite materno durante o segundo ano de vida da criança é muito parecido com o leite no primeiro ano (Victora, 1984). No segundo ano de vida, 500ml de leite materno proporciona à criança:95% do total de vitamina C necessário45% do total de vitamina A necessária38% do total de proteína necessária31% de caloria do total necessária (UNICEF/Wellstart: PromotingBreastfeeding in Health Facilities: A short course for Administrators andPolicy Makers; WHO/CDR 93.4)
    Leite materno permanece sendo um fonte importante de proteina, gordura, cálcio e vitaminas mesmo após os dois anos de vida (Jelliffe and Jelliffe,1978)
    Alguns médicos podem pensar que a amamentação vai interferir em relação ao apetite da criança para outros alimentos. Contudo não existem pesquisas indicando que a criança amamentada têm maior tendência a recusar outros alimentos que a criança que já desmamou.